Tretas e Cenas

Tretas e Cenas


Onde escrevo as minhas tretas. Tão depressa estou a escrever sobre algo poético como a seguir escrevo só para não me esquecer.

Dezembro 2015
S T Q Q S S D
« Nov   Jan »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

Categorias


Quase dois anos depois

Pedro FonsecaPedro Fonseca
A razão

Comecei não sei bem porquê e parei pela mesma razão, refiro-me a deslocar-me para o trabalho de bicicleta. A partir de hoje, vou retomar essa prática. Não tem um objectivo próprio, apenas porque me apetece e porque temos de praticar desporto não é?

A “branquinha” já estava parada à mais de ano e meio, dei algumas voltas esporádicas mas nada regular. Por isso mesmo e porque o Neves já me tinha avisado que a “branquinha” já precisava de trocar algumas coisas e que contava com muitos quilómetros para as peças que tinha, assim fiz, levei-a ao “Doutor” Simão, da SintraBike para que ele fizesse a sua magia. Já a tenho comigo, ainda lhe faltam algumas coisas, mas nada crítico que impessa que possa ser levada a passear.

A atitude

Nunca me preocupa o vento, chuva ou frio, tenho apenas a regra que não pode estar a chover quando começo de manhã, se isso acontecer, vou de mota, também são duas rodas e o gozo é praticamente o mesmo mas sem a perda de calorias.

O que me custa é mesmo levantar cedo, para chegar ao trabalho a horas tenho de contar com uma hora de viagem e somar mais trinta minutos para me preparar e tomar o pequeno almoço.

Portanto, a hora de alvorada é às 6:30 da manha, custa mais no inverno mas sou sempre brindado com nasceres do sol épicos, já no verão é tudo mais simples e as tardes dão para voltas maiores sem hora para chegar.

A promessa

A ideia será perpetuar esta forma de deslocação até que algo me impressa de o fazer, quero conseguir tirar uma fotografia e fazer um clip de vídeo todos os dias para mais tarde compilar e fazer algo com isso. Gostava de conseguir fazer um percurso diferente todos os dias, sei que só o consigo fazer no regresso porque não tenho horário obrigatório de chegada, mas a ideia seria conhecer novos caminhos e novos locais para tirar fotografias e/ou fazer clips de vídeo.

Portanto, podem contar comigo neste ano de 2016 para colocar nas redes sociais mais coisas sobre a “branquinha” e as minhas viagens em cima dela.

 

 

Sou licenciado em Sistemas de informação na Universidade Lusófona, gosto de tecnologia, programação, desportos radicais, bicicletas e motas. Adoro o Sistema Android e começo a gostar de Linux. E ainda tenho a mania que sei cozinhar.

Comentários 0
Ainda não existem comentários