Não sou Jedi, mas adoro ser Pai

O Neo da parentalidade

neo-matrix-1600x666-3056911

Filha,

Estás quase a fazer dois anos, o dia do teu nascimento foi algo que disfrutei a cada segundo como quem se delicia a comer a sua fruta preferida sem que se importe do que podem pensar do seu ar de satisfação ou figura, julgo que devem ser privilégios concedidos por ser pai pela segunda vez. Do teu irmão, quando me apercebi da sua existência como ser humano neste mundo já tinham nascido os dois dentes da frente e já apareciam as primeiras febres e até já se aventurava em gatinhar a casa toda.

Contigo foi totalmente diferente, a preparação foi milimétrica, tudo tinha bateria carregada, desde que tirasse fotografias ou gravasse video, só não levei tripés e luzes porque me pareceu exagerado, mas também julgo que a tua mãe não iria achar piada. Tudo ocorreu com normalidade e tu começaste a tua jornada das primaveras, os dias passaram a ser semanas e as semanas rapidamente passaram a ser meses.

Ao longo desse tempo sempre tentaste enganar-nos com as tuas manhas de bebé, mas filhota, eu sou o Neo a desviar-se das balas, tu ainda estavas a pensar fazer das tuas e já estava eu pronto para resolver a situação. Ter esta capacidade fez com que disfrutasse mais estes dois primeiros anos, que para te ser sincero, não são os meus favoritos no que toca a bebés, mas um dia explico-te porquê.

It’s a new dawn, it’s a new day

maravilhosa-nina-simone-html1

Tal como a Nina interpretou a música que dá titulo a este segmento, também eu sinto que ninguém me pode tirar este momento que está começar filha. Sim a começar minha pipoca.

Até aqui foi garantir que não te aleijas, que comias a horas, que não tinhas a fralda cagada, que dormias bem, mesmo que isso implicasse que eu não. Mas a partir de agora, está a começar.

É a partir de agora que começas a dizer mais que uma palavra que se entenda, já começas a conjugar essas palavras e a fazer micro frases. Já tens noção de quem te rodeia, não pelos nomes, mas por Pai, Mãe, Mano, Gato, Panda, “ó-ó”. Já sabes que ando de mota e vês-me, do alto da tua janela, a passar na estrada dos “Pópós” como os gostas de chamar. O som de uma mota desperta em ti uma alegria imensa, quando me despeço de ti dizes “xau”, quando pergunto onde vai o mano, respondes sem hesitar, “cola”.

O mundo começa a apresentar-se divertido para ti, tens um espírito aventureiro, sobes cadeiras como quem sobe uma montanha, arriscas brincar com o “gato” quando sabes que te vais aleijar. Corres mais que o Bolt mas cais no segundo a seguir com a graça de uma pétala, choras como se o teu coração estivesse despedaçado para de seguida dizeres duas palavras, “Pai, cola.”. O meu colo é o teu porto seguro, sabes que nele tudo passa.

Adora esta fase, adora tudo nela, as tuas birras, as tuas manhas alegres, a tua percepção do outro e saberes que podes brincar culpando-o dos teus erros, inocentes. Gosto quando és a minha sombra mas adorei mais quando tinhas medo da tua. Adoro não ter 5 segundos de silêncio e os filmes serem vistos em bocados de 30 segundos com pausas de 10 minutos. Adoro quando dizes “banho” quando chego a casa de um dia de trabalho, já sabes que te vou dar banho. Detestas que te ponha água nos olhos, ficas aflita, mas com mais algum treino ficas apta para fazeres apneia em alto mar.

Adoro esta fase, adoro estes momentos.

may the force be with you

could-darth-vader-really-cameo-in-star-wars-rogue-one-7920941

Como disse à tua mãe no dia do teu nascimento, se não fossem as mulheres, já estávamos extintos à imenso tempo. Eu acredito que tu vais honrar todas as mulheres que antes de ti andaram neste mundo e que servirás de exemplo para as vindouras, sinto isso, não me perguntes porquê, simplesmente sei. Vejo em ti uma força diferente, vejo que és destemida, curiosa, “móza” como tu te chamas quando te pergunto o que tu és, respondes sempre “móza”. Continua assim, teimosa.

Vais entrar na fase de descobrir e falar imenso, vais perguntar muitas coisas, vais querer ainda mais atenção. Vou estar aqui para isso, sei que até aos 5/6 anos o tempo vai voar e nunca mais vou ter esta oportunidade.

Estou ansioso: por dizeres coisas que me vão fazer chorar a rir, por saber que fizeste algo que ninguém estava à espera, por perceber que tens outro ponto de vista, por teres uma inocência malandra que não consigo resistir. Pega nessa tua força e torna estes próximos anos inesquecíveis, porque os dois que passaram já deixam saudades profundas e a lagrima a escorrer pela cara.

Dá-lhe com força que eu vou adorar, não sou nenhum Jedi mas eu aguento, afinal ser Pai é mais difícil.

Banco BPI – Politicas de Phishing

Quando reportar phishing no BPI se torna chato

Acordei com 6 mensagens no meu email que diziam assim, Actualizacao cartao matriz – Banco BPI. Percebi logo que não era do meu banco, só pelo titulo. Como bom informático pensei em ajudar os moços do BPI e decidi reportar isto reencaminhando os emails que recebi, tinha de descobrir para onde enviar.

Fui ao site deles e só têm telefone de contacto, email é para a treta. Decidi ligar para o 800 200 102, fui atendido por uma operadora que a certo ponto da conversa já me estava a sugerir que por razões de segurança tinha de fazer “reset” aos meus dados de acesso ao BPINet e que eu tinha de pedir novas credenciais, pensei para mim mesmo, “mas esta moça ouviu alguma coisa do que lhe disse?”.

Obviamente, revoltei-me e não autorizei essa alteração e voltei a frisar que apenas queria um email para report de phishing, mas a moça não parou e decidiu explicar-me que tinha coisas para dizer, coisas obrigatórias, como quem diz: “Cala-te e deixa-me dizer coisas que me obrigam dizer”.

Basicamente era o “cházinho” de anti-virus, anti-malware, que eles não pedem coordenadas nem o número das cuecas. Ela bem falou, eu só ouvi algumas partes no meio de tanto bla-bla.

Malta do BPI,

Sério? A sério? Então eu tiro do meu tempo para ajudar-vos reportando esta situação e em troca sugerem um “reset” da minha conta e oferecem uma seca a explicar o “básico” da segurança informática? A sério?

Bem sei que o comum dos mortais não percebe patavina de informática, mas mesmo depois de explicar à operadora que até percebo um pouco da “poda” e que não queria nada do que ela estava a sugerir e apenas me interessava um email de contacto, deu-me o “cházinho” sem dó nem piedade.

Sabem o que ganham com isto? Não faço mais nenhum report, não quero saber. Se para reportar uma situação é isto, imagino quando tiver sofrido um ataque informático, devem pedir para desligar a energia e emigrar para debaixo de um calhau.

Haja paciência.

Geringonça para fazer TimeLapses em movimento

Após publicar o VLOG #7 obtive algumas solicitações para descrever o material usado. Na verdade foi só uma solicitação, a do Sismeiro, mas tem de ser satisfeita, portanto aqui vai a lista de material necessário para executar este DIY, retirando as ferramentas que assumo que deves ter algo parecido.

Assim sendo, aqui vai a lista:

Se fizeres um parecido gostava que me mostrasses, pode ser? Fico a aguardar pela imagem/video.